6 dicas para planejar um canteiro

Confira como manter a organização e planejamento de um canteiro de obras.

O ambiente de uma construção é um tanto conturbado, por isso, manter o planejamento é imprescindível para uma série de questões, desde assegurar a melhor logística, período e tempo de contratação, prazos e aquisições, dentre outros aspectos.

Para facilitar esse processo de planejamento de um canteiro de obras, elencamos abaixo algumas dicas muito relevantes, confira:

1 – Isole a área e defina os espaços

Crie o layout do seu canteiro de obras, considerando o espaço necessário para gerar menos impacto no ambiente externo, garantir a segurança dos trabalhadores, materiais e equipamentos, assim como se resguardar contra roubos e furtos.

2 – Monte um escritório e almoxarifado

Nem só de materiais e mão-de-obra se faz um canteiro, é necessário também um escritório para armazenar documentos e realizar reuniões, assim como um almoxarifado para realizar o controle técnico, como o recebimento de materiais, saída de ferramentas e maquinários, assim como controlar os insumos.

3 – Destine um espaço para o estoque

Obras maiores, mais longas ou afastadas costumam ter a necessidade de contar com um estoque dentro do canteiro de obras, facilitando a logística e reduzindo o custo e risco com o transporte dos materiais.

4 – Estabeleça as áreas comuns

Todo canteiro de obra necessita de espaços de vivência, ou seja, áreas de descanso, alimentação e banheiros. Em canteiros mais afastados, muitas vezes é necessário estabelecer os espaços para dormitórios, vestiários e cozinha.

5 – Atenção a todas as NRs

As Normas Regulamentadoras (NRs) devem ser consideradas na hora de estabelecer o planejamento do layout do canteiro de obras, onde ainda que a principal seja a NR-24, existem outras que devem ser seguidas para garantir um espaço de trabalho mais seguro para todos. Por isso, realize um estudo e tenha o conhecimento de todas as Normas Regulamentadoras;

6 – Considere toda a logística

Na hora de planejar o canteiro de obras é crucial considerar não só a localização das estruturas, mas também o espaço destinado para o transporte e passagem de material, equipamento e mão-de-obra, assegurando que, além da movimentação, todos os insumos consigam chegar em seus locais de maneira simples e gerando o menor impacto.