Galwan aprimora sistema de obras por administração a preço de custo apoiada na credibilidade

Condomínio fechado, também chamado de obra por administração a preço de custo, não é nenhuma novidade no mercado brasileiro. A lei, que permite juntar pessoas e executar uma obra para esse grupo, existe há quase 60 anos, mas poucas empresas conseguem sucesso nesse segmento. A dificuldade está em um ativo muito importante e raro: a credibilidade.

É preciso muita confiança para investir no modelo que a Galwan, ao longo de 40 anos, aperfeiçoou.

“A gente se cerca dos cuidados necessários e sabe o que está fazendo. Clientes, colaboradores, fornecedores e a sociedade em geral, em momento nenhum, podem se sentir enganados. A solução de qualquer coisa é a transparência e a ética. Os problemas não podem ser escondidos, eles precisam vir à luz para que todos juntos ajudem a resolvê-los. A confiança é a base de tudo”, afirma o presidente da construtora, José Luís Galvêas Loureiro.

Com esta filosofia, José Luís Galvêas Loureiro começou a escrever a história da construtora, em 1981, ainda como engenheiro autônomo. Ele reuniu um grupo de amigos e construiu, para eles, um prédio residencial na Praia da Costa, em Vila Velha (ES). Ao término do empreendimento, já havia mais pessoas interessadas em formar grupos para construir no sistema de condomínio fechado.

A demanda fez com que, cinco anos depois, ele fundasse a Galwan Construtora e Incorporadora, aperfeiçoando os mecanismos de segurança para os condôminos. Hoje, a empresa de Vila Velha tem obras também em Vitória, Guarapari, Cachoeiro de Itapemirim e Rio de Janeiro, onde construiu 13 hotéis, sempre no sistema de condômino fechado.

“Este modelo não é da Galwan. Está na legislação. Apenas aprimoramos nesses 40 anos o que já existia, aumentando a segurança jurídica de tudo que envolve o condomínio. Nosso slogan é ‘credibilidade em obras a preço de custo’. Construímos uma história com esse slogan que muito nos orgulha”, comemora Galvêas.